COMO PODE NOS ENCONTRAR:

Endereço: Rua Recife, s/n - Prédio Multiuso

Jardim Bela Vista, Rio das Ostras - RJ

Escritório: (22) 9-9922-7009

Segunda à Sexta: 09:00 às 19:00

  • Black Whatsapp Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Facebook Icon

Copyright © 2017 Focus Consultoria - Todos os direitos reservados

5 Dicas Para Separar o Seu Dinheiro do Dinheiro da Sua Empresa

May 4, 2017

 

Sua empresa, seus lucros, seu dinheiro! Certo?

Errado!

 

Um dos maiores erros cometidos por micro e pequenos empresários é confundir finanças pessoais com empresariais. Isso pode comprometer a saúde financeira da empresa e até levá-la à falência.

 

Na teoria você pode até saber disso. Mas se na prática suas finanças se confundem por comodidade ou pressa, a visão de como realmente estão as contas da empresa fica prejudicada. Talvez seja a hora para dar mais atenção a este assunto.

 

Nós separamos 5 passos para ajudar nesse processo!

 

1 - Separação de despesas

 

Nunca use dinheiro da empresa para pagar contas ou gastos pessoais e vice-versa. Este entendimento é importantíssimo para começar a organizar as contas e proporcionar uma visão de como o negócio se encontra e se ele gera uma renda estável para suprir suas contas pessoais ou não.

Se há pessoas trabalhando para você, não use o tempo de trabalho delas para realizar tarefas da sua vida pessoal. Pode parecer trabalhoso no meio da correria do dia-a-dia, mas dessa forma não se perde apenas o controle de quanto sua empresa está gastando, mas também das atividades que seus funcionários exercem.

 

Para iniciar a separação das despesas, o próximo passo é imprescindível!

 

2- Contas bancárias separadas

 

Se você decidiu investir e apostar no seu negócio, o primeiro passo é abrir uma conta jurídica. É com ela que você deve realizar as transações inerentes à empresa. Tudo que entra e sai deve estar atrelado à essa conta. E nada, absolutamente nada, deve estar ligado à conta pessoal. Portanto nunca use a conta jurídica para transações pessoais.

Para que essa separação seja efetiva é preciso definir antes a porção dos lucros da empresa que será retirada por mês em forma de salário.

 

Tal fato nos leva ao próximo passo!

 

3 - Pró Labore

 

Pró labore. O que é? É uma quantia, ou proporção, previamente definida, que será depositada na conta pessoal todos os meses em forma de salário.

Dessa forma, o dinheiro que irá para a conta pessoal já estará previsto no planejamento financeiro da empresa e não comprometerá suas contas.

 

4 - Adotar planos corporativos

 

Uma das formas de economizar nos gastos da empresa é aproveitar ao máximo o fato de possuir um CNPJ. Com ele você pode contratar planos de serviços essenciais, como por exemplo celular, telefone fixo e internet, a preços muito mais acessíveis do que os disponíveis para Pessoa Física.

Até se precisar pedir algum empréstimo vale a pena pesquisar o que a conta de Pessoa Jurídica do seu banco oferece, pois com ela você poderá obter maiores benefícios.

 

5 - Busque ajuda

 

Definir quanto ou qual será a proporção dos lucros que você retirará como salário, prever gastos e controlar finanças não é tarefa fácil. Se você pretende iniciar ou se já possui um negócio, é importante fazer um planejamento financeiro detalhado para prever o quanto seu negócio vai render, o quanto pode gastar e até o quanto você precisa investir. Para isso, é necessário recorrer a um estudo financeiro detalhado que poderá proporcionar um panorama de suas contas num determinado tempo.

Assim você terá mais recursos para tomar as decisões certas. Sejam elas iniciar ou não o negócio ou fazer mudanças internas para melhor adaptar a empresa ao mercado.

Please reload