Storytelling & Marketing Digital: Grandes aliados na nova era digital para o seu negócio.


(Imagem por Google)


Você consegue mensurar o quanto um entendimento sobre um assunto pode mudar a sua vida e o seu negócio?


Conseguiria imaginar o quanto um enredo pode ser persuasivo num processo de promoção e exposição de produtos e/ou serviços?


Sabia que o cérebro possui gatilhos mentais que podem ser ativados numa conversa ou num texto?


Talvez nunca tenha parado para analisar essas perguntas acima, mas garanto que na sua vida pessoal, ou profissional, alguém já te influenciou e te fez comprar um ponto de vista ao contar uma boa história. Essa tática de contar algo com intuito de cativar se chama Storytelling.


Utilizando esses conceitos, a empresa irá alcançar mais clientes, consolidar sua marca, rentabilizar seus custos em marketing e outros benefícios. Agora, vamos te explicar como funciona esse conteúdo e também ensiná-los a implementar no seu empreendimento!


O que é Storytelling ?

Storytelling é uma palavra de origem inglesa que significa a capacidade de contar histórias relevantes. Consiste em uma metodologia que cria uma história única e real sobre uma empresa para criar um vínculo, uma relação de proximidade, entre a organização e o cliente.


Um exemplo da aplicação é de um autor de livros, que busca em suas obras instigar o leitor, entretê-lo, promover emoções e despertar sentimentos fazendo que sua história “prenda” sua atenção e garanta que a mensagem seja passada por completo.


No mundo contemporâneo, o coronavírus deixou impactos econômicos que afetaram diversos setores da sociedade. Como consequência entramos para uma era mais digital, na qual com apenas uma pesquisa no Google terá você e seus concorrentes como resultado.


Agora eu te pergunto, como se sobressair dos seus concorrentes?


Então, é exatamente aqui que o storytelling entra! O marketing digital alinhado a um enredo bem contado se tornam um diferencial para a sua empresa, a tornando a escolhida dentre seus concorrentes.


Ok, mas agora você deve estar se perguntando, ou no mínimo curioso para entender porque esse gatilho mental é eficaz. Senta que eu vou te contar agora, caro leitor!


O Storytelling é tão eficaz porque é uma importante forma de transmissão de elementos culturais, como por exemplo valores éticos. Ou seja, ele visa inteirar o que a empresa promove ao que o consumidor deseja consumir.


“Muito mais do que um nome e logotipo, [uma marca] é uma promessa da organização a um cliente para oferecer o que a marca representa não apenas em termos de benefícios funcionais, mas também benefícios emocionais, auto expressivos e sociais”. – David Aaker


O que está achando sobre o storytelling? Está preparado para reproduzir esse conceito?


É importante saber também que esse fundamento segue o raciocínio do marketing digital, e que ele evoluiu junto com a humanidade chegando hoje no marketing 4.0.


Mas o que o Marketing 4.0 nos diz?

Desenvolvido por Philip Kotler, o 4.0 leva em consideração o sentimento do consumidor e a realidade cotidiana dele. Logo, ele nos ajuda a entender o comportamento do consumidor. O seu cliente agora, caro leitor, não compra só um produto, ele compra uma causa, um valor junto.


O marketing 4.0 foca em soluções que resolvam, no menor tempo possível, a dor do cliente. Também prezam por produtos e serviços mais humanizados. Logo, o storytelling com seu poder de transmitir emoção é perfeito. Mas claro, deve ser bem estruturado, de uma forma bem pensada e com o conteúdo certo para sua empresa.


Alguns exemplos:

Um primeiro exemplo de storytelling que podemos observar no cotidiano é a situação de comprar um carro na concessionária.


Quando você vai comprar um carro o vendedor começa querendo saber sobre você. Sempre preocupado com a modulação de voz que usa em cada assunto para passar sentimentos certos. Se preocupa com a sua própria linguagem corporal e em olhar nos seus olhos. Em seguida começa o spin selling (Uma metodologia de venda baseada em 4 tipos de perguntas).


Estudos apontam que 7% da emoção vem pela linguagem, 38% vem do tom de voz e 55% vem da linguagem corporal. - Mehrabian

Com suas respostas, ele saberá quais são suas necessidades e até quanto você está disposto a pagar.


Você pode achar que o ciclo da compra se encerraria aqui, que o vendedor mostraria uma gama de carros dentro das suas necessidades. Entretanto, aqui entra mais a tática de “contar o evento”.


Continuando a história, o vendedor não vai só te ouvir. Ele vai compartilhar exemplos de situações parecidas, irá fortalecer mais o vinculo e eliminar desconfianças da vossa relação. Então, ele irá apresentar os carros referentes a sua necessidade e prestar bastante atenção no que poderia ser um diferencial para você.


Agora temos o “pulo do gato”. Com uma relação já construída ele vai tentar atender suas expectativas através do storytelling.


Após identificar melhor o seu gosto, ele te ofertará um carro com banco de couro e mais ecológico, por exemplo. Te contará que é um investimento a longo prazo a diferença no orçamento.


Dirá que você merece se dar esse presente e só para ti, naquele dia, ele pode melhorar a forma de pagamento. Tirar alguma taxa, por exemplo.


Falará que outro cliente, ou até ele mesmo, possuía necessidades parecidas como a sua e fez a escolha pelo carro com banco de couro, sendo a melhor escolha da vida.


Logo, ele vai te convencer comprar sua expectativa e não sua necessidade com uma história bem contada. Como diz Robert Mckee o storytelling com persuasão supera estatísticas.


Outro exemplo, agora envolvendo uma ação mais elaborada foi a que Always lançou a campanha #likeagirl em 2014, que continua representando o sentimento de muitas mulheres. Ela causou uma conexão muito envolvente com seu público através da forma que foi contada.


O enredo era baseado na frase pejorativa “você está fazendo isso como se fosse uma menina”. Mas, em vez de utilizá-la em situações de fraqueza ou delicadeza, reforçava a força da mulher e como nada as impediam de fazer o que desejasse, nem o preconceito, nem sua menstruação.


Para mais informações sobre o assunto, indico a leitura do livro: Manual de persuasão do FBI, escrito pelos autores Jack Shafer e Marvin Karlins.


Como inserir o Storytelling no meu negócio ?

Agora vamos falar sobre como construir um storytelling eficaz, focado no ambiente digital.


1. Conheça seu público.

O público alvo é um grupo específico de pessoas ou empresas detentoras de um perfil de consumo semelhante.


Conhecer o seu cliente traz a certeza que não dá para agradar todo mundo. Dessa forma será muito mais fácil direcionar e criar suas estratégias de marketing para seu negócio.


2. Informe por qual motivo a sua empresa é a solução.

Nessa parte você irá definir a missão, visão e valores da sua empresa.


É a partir delas que as empresas alinham seu propósito e promovem reflexões sobre o presente e futuro do seu empreendimento. Mas o que é Missão, Visão e Valores?


Missão é o que determina a razão de ser do negócio, o propósito, a sua entrega ao cliente. Pode ser revista ao longo do tempo. Para que minha empresa existe?


Exemplo: McDonald’s: “Servir alimentos de qualidade, com rapidez e simpatia, num ambiente limpo e agradável.”


Visão é onde a empresa quer chegar em um determinado tempo. Ela deve ser revista sempre que necessário, pois é um norteador de ações. Onde quero estar daqui 3 a 5 anos? Quais indicadores e metas devem ser estabelecidos?


Exemplo: Apple: “Mudar o mundo através da tecnologia.”


Valores é o DNA (invisível) da empresa. Quais atitudes e comportamentos a sua empresa gostariam de ser lembrada, caso fosse uma pessoa?


Exemplo: Focus Consultoria: “Transparência.”


3. Personalidade da marca

A personalidade da marca ajuda a trazer traços humanos, define seu discurso e linguagem no meio. Quando estamos conhecendo pessoas novas é comum desenvolvermos uma sensação de conforto, de identificação de acordo com a personalidade e interação do outro conosco.


Isso se chama personalidade, e a sua empresa também deve ter uma. O objetivo é gerar identificação com o cliente e fazer com que eles se identifiquem com o que a empresa oferece.

Aposto que agora um storytelling para sua empresa já começou a formular mais em sua mente. Certamente com mais detalhe e sentimento para futuramente cativar o seu cliente.


Quais técnicas utilizar para um Storytelling perfeito?

Por fim, vamos salientar técnicas extremamente uteis para seu storytelling não ficar apenas na imaginação.


  • Seja sempre verdadeiro;

Apesar de uma boa narrativa quebrar paradigmas, devemos usá-la sempre com ética. Lembre-se sempre disso!

  • Use referências;

Aqui, a referência vai te ajudar a ganhar mais credibilidade, além de inspirar. Dados estatísticos, poder da colorimetria, utilize tudo a seu favor.


Mas lembre-se, plágio é crime, caro leitor!


  • Use a criatividade;

Maíra Santos Maia, psicóloga e assessora de psicologia, afirma que é por meio da criatividade que são encontradas formas diferentes e rápidas para atender as demandas. Então exercite sua criatividade e faça seu diferencial.


  • Seja informativo

Tente gerar a comunicação de forma espontânea, como se fosse realmente um simples dialogo.


Mas lembre-se, use o entretenimento na medida certa e não se esqueça de ter informações sobre o seu produto ou serviço de forma simplificada.


O tempo é muito valioso, então foque em economizá-lo e resolver o problema.


  • Faça o uso de figura de linguagem

As figuras de linguagem são importantes, pois compreendemos o mundo através dos nossos sentidos. Lembre-se de ativar os gatilhos mentais do consumidor.


Aqui as frases são construídas para que sejam mais expressivas e traduzam melhor um sentimento. Portanto, acabam sendo bem úteis para criar conteúdo como textos ou vídeos.


As mais usadas são metáforas, analogias e símile (comparação). Um exemplo: metáfora “É a chave para seu problema”.


Pronto pra usar o Storytelling ?

Agora que conheceu sobre essa estratégia e como aplicá-la, já está preparado para transformar seu negócio? Quanto mais rápido implementar, mais rápidos serão os ganhos e com isso se tornará um diferencial num mercado cada vez mais concorrido.


Estou louca para saber (olha a metáfora) se gostou do conteúdo. Mas caso tenha alguma dúvida estarei respondendo pelos comentários.


Se quiser mais dicas e conteúdos como esse, visite o nosso próprio LinkedIn e siga @focusconsultoria no Instagram e fique por dentro dos nossos posts.


Se quiser saber mais sobre como melhorar o seu negócio, visite a nossa página e entre em contato com a gente para marcar sua reunião de diagnóstico gratuita. Ficaremos felizes em te ajudar!


Gostou do texto?


Curta e comente o post!

Foi útil para você?


Compartilhe com alguém que precisa dessas informações!

Texto por:

Vivian de Oliveira

violiveira@id.uff.br





76 visualizações1 comentário