young-beautiful-businesswoman-with-dark-short-hair-in-white-shirt-happily-working-on-lapto
a-removebg-preview_edited.png

Plano de negócios: O que é e como executar no seu negócio

Primeiros passos


Está pensando em abrir um novo negócio ou expandir sua empresa, mas não sabe por onde começar?


Venha comigo que, ao decorrer dessa leitura, iremos desvendar o poder de uma ferramenta poderosíssima chamada Plano de Negócios.


De acordo com o IBGE — Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; mais de 70% das empresas fundadas no Brasil fecham suas portas com menos de 10 anos de mercado. Estimativa extremamente preocupante, dada à baixa taxa de sobrevivência dessas companhias.


Convenhamos, é claro que empreender ou expandir o seu negócio não é uma tarefa nada fácil, ainda mais em um país como o Brasil, com altas cargas tributárias, sistemas burocráticos e altamente complexos.


Mas não desanime, apesar desse cenário dificultar um pouco a vida do empreendedor, existe outro vilão muito mais devastador: a falta de planejamento.


(Imagem do Google)


Muitos negócios começam sem um planejamento documentado, e isso aumenta exponencialmente o risco da empresa.


No entanto, iremos abordar sobre a importância de estruturar suas ideias na planilha, para que, assim, seja possível torná-la realidade e potencializar suas chances de sucesso.

Então vamos lá...


O que é um Plano de Negócios?


O Plano de Negócios é a principal ferramenta utilizada para viabilizar e planejar um novo empreendimento ou para expandir um empreendimento já existente.


Este documento formal contém inúmeras análises e projeções detalhadas sobre o negócio, apresentando características da organização, formas de operação, estratégias, planos para conquistar uma fatia do mercado e as projeções de receitas, custos e resultados financeiros esperados.


Ademais, o Plano de Negócios também deve funcionar como uma ferramenta de gestão, sendo capaz de orientar o empreendedor, por meio do acompanhamento de indicadores, nos primeiros períodos de operação da empresa para a tomada das melhores decisões.


Dessa forma, será possível que o gestor obtenha uma boa preparação para enfrentar prováveis obstáculos e, então, potencializar o sucesso de sua empresa.


Com isso, iremos abordar todas essas informações nos tópicos a seguir para a construção do Plano de Negócios, sendo eles: Análise Interna, Análise Externa, Pesquisa de Mercado, Análise SWOT, Plano de Marketing, Plano Operacional, Plano Financeiro e Indicadores.



Por que montar um Plano de Negócios?


Os segmentos realizados para a elaboração plano de negócios procuraram conhecer o público-alvo, os fornecedores, os concorrentes, os colaboradores e o próprio perfil da empresa, de modo a detalhar minuciosamente o negócio.

Além disso, alinhar objetivos, analisar pontos fortes e fracos, traçar estratégias e definir quais ações serão realizadas — para alcançar os objetivos determinados — se configuraram como atividades imprescindíveis ao longo do projeto. Somando-se a isso, foram feitas diversas simulações com o intuito de determinar os possíveis riscos e incertezas que possam vir a prejudicar a implantação e desempenho da empresa, aumentando, assim, as oportunidades de sucesso da empresa.




Estrutura a ser seguida

Um Plano de Negócios não possui uma estrutura fixa ou rígida, no entanto, detém alguns tópicos bastante comuns e importantes para serem analisados, por exemplo:


(Imagem do Google)


  • Análise Interna: Descreve o modelo de negócios que será adotado pela empresa, missão, visão e valores pautados no seu propósito e setores de atividade;

  • Análise Externa: Avalia como a mudança dos stakeholders influencia no ambiente de negócios, além da análise de fornecedores e concorrentes diretos e indiretos;

  • Pesquisa de Mercado: Visa compreender o mercado no qual a empresa estará inserida com o objetivo de formular estratégias mais assertivas;

  • Plano de Marketing: Discorre acerca do marketing a ser implementado pela empresa, como descrição do produto, valor de comercialização dos itens decorativos, locais de venda, estratégias promocionais e marketing digital;

  • Plano Operacional: Detalha a metodologia e os recursos necessários para estabelecer processos operacionais da empresa, tais como layout da loja física, organograma operacional e mapeamento dos setores de atividade;

  • Plano Financeiro e Indicadores: Analisa faturamento, custos, investimentos, precificação, projeção do fluxo de caixa e indicadores com objetivo de viabilizar um plano financeiro saudável da empresa. Com base nesse estudo, os empreendedores serão capazes de estruturar e avaliar a efetivação do novo empreendimento;


Dentro de cada tópico supracitado, existem características muito importantes para serem exploradas de forma detalhada e profunda.


Lembre-se: Quanto mais inconsistências e falhas você conseguir solucionar no papel, menos problemas enfrentará no cotidiano operacional de sua empresa.


E para aprofundar um pouco mais, que tal conhecer algumas ferramentas que podem auxiliar na construção de um Plano de Negócios de qualidade?

Poderíamos listar uma infinidade de ferramentas que poderiam ajudar na elaboração de um Plano de Negócios, entretanto, com o intuito de facilitar a vida de você, leitor, listei as mais simples e eficazes, que auxiliam na tomada de decisão e organização em geral.


1. Análise Pestal

A análise Pestal é uma ferramenta utilizada para estudar mudanças políticas, econômicas, socioculturais e tecnológicas no ambiente de negócios. Além disso, essa ferramenta auxilia a trazer uma visão macro das ameaças e oportunidades externas que a empresa está exposta.


2. Análise SWOT

A Matriz SWOT da sigla em inglês para Strengths (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças) — também conhecida como Análise FOFA — é construída com o intuito de analisar o ambiente externo e interno da instituição ao considerar fatores positivos e negativos da empresa.


A priori, temos duas colunas: “Forças” e “Fraquezas”, nestas são consideradas as características internas do negócio, seus prós e contras, respectivamente.


Em segunda instância, tem-se “Oportunidades” e “Ameaças”, que são, por sua vez, fatores externos à empresa. Isto é, não dependem da existência da mesma para acontecerem, porém, podem impactar, positiva ou negativamente, o funcionamento do negócio.


3. Matriz GUT

A matriz GUT foi elaborada com o objetivo de priorizar a aplicação de planos de ação na empresa. A metodologia é pautada em três critérios: gravidade, urgência e tendência.


Para cada um desses critérios é atribuída uma nota — de 1 a 5 — e, ao final, esses valores são multiplicados, resultando na pontuação da GUT.


Dessa forma, a ordem de execução do plano de ação é classificada do maior para o menor, facilitando a tomada de decisão.


4. Business Model Canvas

Business Model Canvas ou "Quadro de modelo de negócios" é uma ferramenta com foco em gestão estratégica. Através desse quadro, é possível esboçar e desenvolver os componentes essenciais para o modelo de negócio proposto.


Ele contém nove blocos, e sua lógica se inicia a partir da proposta de valor, definindo quais são os componentes essenciais para que a proposta seja atendida, tendo grande importância para a estruturação do negócio, uma vez que define pilares em que ele vai se embasar.


Conclusão

É difícil assimilar tanta informação de uma só vez. Mas não se preocupe, conforme você começa a construir o seu Plano de Negócios, as novas ideias passam a vir de forma mais natural.

Entretanto, caso esteja pensando em montar um Plano de Negócios e não tem tempo ou não sabe por onde começar, entre em contato conosco da Focus Consultoria, que será um grande prazer em ajuda-lo nessa incrível jornada.


Se quiser mais dicas e conteúdo como esse, visite o nosso próprio LinkedIn e siga @focusconsultoria no Instagram e fique por dentro dos nossos posts.


Para saber mais sobre como melhorar o seu negócio, visite a nossa página e entre em contato com a gente para marcar sua reunião de diagnóstico gratuita. Ficaremos felizes em te ajudar!



Gostou do texto?


Curta e comente o post!



Foi útil para você?


Compartilhe com alguém que precisa dessas informações!



Texto por:


Breno Fialho

brenofialho@id.uff.br

101 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo