O que é SEO? Descubra como posicionar seu site no topo do Google


(Imagem por Rawpixel)

Você sabe o que é SEO?

O seu site não aparece nos resultados de busca do Google?

Não chegam clientes pelo seu site?

Se você tem um site e deseja ser encontrado pelos seus clientes, você precisa conhecer essa estratégia de marketing digital.

Através do SEO, você vai conseguir ranquear o seu site, blog ou loja virtual nos primeiros resultados do Google.

E tudo isso sem precisar investir dinheiro em anúncios pagos.


Então continue lendo o texto para descobrir o que é SEO, como ele pode te ajudar e como aplicá-lo no seu site.

Vamos te mostrar algumas técnicas, conceitos importantes e dicas para te guiar nesse processo.


O QUE É SEO?


SEO (Search Engine Optimization) é um conjunto de técnicas que tem o objetivo de otimizar o site para obter melhores posicionamentos nos resultados orgânicos do Google e em outros mecanismos de busca.


Mas o que seriam esses resultados orgânicos?


Para você entender melhor, sabe quando você faz uma pesquisa no Google e aparecem vários sites como resultado?


Então, geralmente os primeiros resultados são os anúncios. Ali aparecem os sites que pagam ao Google, através do Google Ads, para aparecer como resultado para aquela pesquisa.


Logo em seguida, aparecem os resultados orgânicos, que são os sites que o Google entende que irão responder a busca daquele usuário.


O SEO é justamente a estratégia que mostra ao Google que o seu conteúdo vai satisfazer a pessoa que fez aquela busca e, portanto, merece estar nos primeiros resultados.

IMPORTÂNCIA DO SEO


Se você ainda está na dúvida se vale a pena ou não implementar o SEO, vamos analisar alguns dados.


Segundo a inteligência da Rock Content, 75% dos usuários nunca clicam em resultados após a primeira página dos resultados de pesquisa (imFORZA). E é justamente por isso que é muito importante posicionar o seu site entre os primeiros resultados ou ele provavelmente nem será encontrado pelo usuário.


Mas agora você pode estar pensando que uma saída mais rápida seria investir em anúncios pagos, como o Google Ads. E de fato é, já que o SEO é uma estratégia de longo prazo.


Só que esses anúncios demandam um alto investimento financeiro que muitas empresas não conseguem fazer. Mas se você puder, invista. Eles também são uma ótima opção.


Mas isso não significa que você deve abandonar o SEO!

Sabe por quê?


Cerca de 70% a 80% dos usuários ignoram completamente os anúncios pagos (Search Engine Land). Então na maioria das vezes, posicionar o seu site entre os primeiros resultados orgânicos do Google vai gerar mais resultado do que o investimento em anúncios pagos.


Por exemplo, os e-commerces brasileiros que investem em SEO conseguem conquistar 13,2 vezes mais visitantes e 5,7 vezes mais clientes (SEO Trends 2017).


SEO E MARKETING DE CONTEÚDO


(Imagem por Rawpixel)

Agora que você já sabe a importância do SEO, vamos entender a principal forma de aplicar essa técnica.


Segundo a Hubspot, 72% dos profissionais de marketing dizem que a tática de SEO mais eficaz é a criação de conteúdo relevante.


Das empresas que utilizam estratégia de SEO, 84,7% adotam Marketing de Conteúdo (SEO Trends 2017).


Nesse contexto, o Blog exerce um papel fundamental. Através dos textos é possível responder as dúvidas que os usuários buscam utilizando as palavras-chave.


O QUE É PALAVRA-CHAVE?


Palavra-chave ou keyword é o termo que o usuário escreve no buscador ao fazer uma pesquisa. Esse termo pode ter uma ou mais palavras.


Palavras-chave de cauda longa (termos com mais palavras) costumam ser mais fáceis de ranquear e são ótimas opções. Segundo o HubSpot, 50% das consultas de pesquisa em mecanismo de busca são quatro palavras ou mais, então procure optar por elas quando possível.


Uma ferramenta muito útil é o Ubersuggest. Criada pelo Neil Patel, referência no marketing digital, ela permite que ao digitar uma palavra-chave você descubra o seu volume de buscas e a dificuldade SEO. Também é possível utilizar a ferramenta para fazer a análise SEO geral do seu domínio e descobrir onde estão os maiores problemas.


Utilizar as palavras-chave corretamente no seu texto é fundamental para que o Google identifique que ele solucione a busca daquele usuário.


É muito importante que as palavras-chave sejam inseridas ao longo do texto. Mas atenção, isso deve ser feito de forma orgânica, ou seja, quando ela puder ser utilizada de forma natural, sem forçar a barra.


Escrever a keyword exageradamente dentro do texto apenas para ranquear no Google, prática conhecida como Keyword Stuffing, não é recomendado e pode resultar em punições.


Para te ajudar com isso, vamos apresentar alguns lugares onde devem aparecer a palavra-chave no texto:


  • Título

  • Primeira frase do texto

  • Primeiro h2

  • Outros h2 (neles você pode usar a palavra-chave integral ou alguma variação).


TÉCNICAS SEO PARA BLOG


Agora que você já sabe o que é SEO e entendeu a importância desse conjunto de técnicas, vamos ver como aplicá-las.


Para otimizar o seu texto e mostrar ao Google que ele merece estar entre os primeiros resultados na primeira página, existem algumas técnicas de SEO que devem ser utilizadas:


1) Foco na keyword e no leitor

É fundamental que o seu texto seja focado em responder a intenção de busca do usuário.


Você deve se atentar ao que o usuário quer saber quando ele escreve uma palavra-chave no buscador.


Por exemplo, se o usuário busca “O que é SEO?”, você deve ser direto e responder a pergunta desse usuário. Isso não quer dizer que o seu texto deva ser curto, você deve também tirar as dúvidas daquele leitor.


2) Linguagem cotidiana


Você precisa ser objetivo, interessante e simples ao longo do seu texto.


Não utilize palavras muito rebuscadas ou construções de difícil entendimento.


A menos que a sua persona exija esse tipo de linguagem, na maioria das vezes isso só vai dificultar a compreensão do texto.


3) Conversa com o leitor


Mantenha um tom de diálogo com o leitor. Você deve conduzi-lo ao longo do texto.


Algumas opções são utilizar perguntas ou tirar possíveis dúvidas que o usuário possa ter naquele momento referindo-se diretamente a ele.


4) Subtítulos


Os headers são os subtítulos do texto. Os h2 são os subtítulos principais, os tópicos do texto. Os h3 são os subtítulos que aparecem dentro de algum h2, ou seja, quando o h2 é dividido em novos subtópicos.


Por exemplo: O título deste tópico, “Subtítulos”, é um h3 dentro do h2 “Técnicas SEO para blog”.


5) Listas e Bullet points


Você deve fazer pelo menos uma lista ao longo do seu texto. Pode ser uma lista utilizando os subtítulos, bullets points ou números.


Por exemplo: um texto sobre Dieta Alimentar pode ter um tópico h2 chamado “Benefícios de uma dieta saudável” e dentro desse tópico podem ter várias subtópicos apresentando cada um dos benefícios.


6) Frases curtas e diretas


Opte por frases curtas e diretas. Isso simplifica a leitura do seu texto e evita que ocorram erros de concordância e coerência durante a construção das frases.


7) Parágrafos curtos


Hoje em dia, a boa prática é criar parágrafo com no máximo 2 frases.


Isso se deve ao aumento de acessos feitos através de dispositivo mobile, que limitam o espaço do texto. Então ao ler pelo celular, frases e parágrafos muito grandes além de dificultar a leitura, passam visualmente um aspecto desagradável que desestimula o leitor.

Afinal, ninguém quer ler um post parecendo textão de Facebook né?!


8) Negritos

Uma boa prática é o uso de negritos uma vez por parágrafo ou em parágrafos intercalados, sempre com cuidado para não poluir o texto.


Isso é muito importante devido à leitura diagonal ou skimming, que é quando o leitor vai passando rapidamente pelo texto para compreender a ideia geral e identificar se aquele conteúdo é realmente interessante para ele.

O uso de negrito contribui para sinalizar essas partes importantes e instigar o interesse de quem está lendo para entender mais sobre aqueles termos destacados.

9) Links