Inbound Marketing: Conheça a ferramenta e saiba implementá-la no seu empreendimento.

Suas campanhas de marketing não têm alcançado o seu público alvo?


Tem dificuldade de mensurar o impacto do marketing no seu negócio?


Altos gastos com anúncios e sem retorno de clientes?


Quer desenvolver a apresentação do seu negócio no âmbito digital?



Caso tenha respondido sim para uma ou mais perguntas, a solução para esses questionamentos envolvendo esses problemas é utilizar o Inbound Marketing.


Utilizando os conceitos dessa ferramenta, a empresa irá alcançar mais clientes, consolidar sua marca, rentabilizar seus custos em marketing e outros benefícios.


Agora, vamos te explicar como funciona esse conteúdo e também ensiná-los a implementar no seu empreendimento!



(Imagem por Google)


O que é Inbound Marketing?


Inbound Marketing, ou também conhecido como Marketing de Atração (via tradução livre), é uma estratégia do marketing digital, que tem como principal pilar atrair o público alvo para contatar a empresa. Essa interação do cliente é fruto de um sistema de conteúdo rico que a companhia produz em suas plataformas digitais, que move um visitante e o conduz a tornar mais um consumidor da empresa, por uma jornada de compra enriquecedora e diferenciada.


Origem da Ferramenta


O Inbound teve seu estopim no ano de 2009, depois do lançamento do livro “Inbound Marketing: seja encontrado usando o Google, a mídia social e os blogs”, escrito por Brian Halligan e Dharmesh Shah que já comentavam sobre esse conteúdo desde 2006. Entretanto foi descoberto depois que as informações que ambos discutiam na época era baseada na obra de Seth Godin que em 1999, escreveu “Permission Marketing”, um livro que falava sobre Marketing Permissivo, uma das diretrizes que o Inbound utiliza até os dias de hoje, que incide sobre suas relações com público alvo.


Diferenças entre Inbound e Outbound Marketing


Temos que o Inbound é uma prospecção passiva e o Outbound é uma prospecção ativa no segmento do marketing. Enquanto uma “aguarda” o cliente o outro vai a sua “caça’, mais conhecido por ser uma prática tradicional, o Outbond tem como exemplo uso de propagandas em TVs, panfletos, promoções isso num campo físico e no âmbito digital utiliza de pop-ups, banners e e-mail de ofertas.


Contudo ele não é tão assertivo, com isso a empresa acaba não tendo o resultado esperado, não consegue alcançar o público desejado e gasta muito recursos e não tem nada em troca. Tendo essa visão, cabe à empresa analisar o contexto e apostar também no Inbound Marketing, segue uma tabela com os diferenciais das duas abordagens:


Tabela 1 - Comparativo entre Abordagens de Marketing - Autor 2021.


Isso não é uma afirmação para parar com a prospecção ativa do seu negócio, mas sim aviso para acompanhar os seus resultados, a dica é usar as duas de maneira de conseguir extrair o melhor de cada abordagem, dessa forma a empresa só terá ganhos em sua exposição.


Qual o funcionamento do Inbound Marketing?


Têm-se que sua principal função é atrair público ao empreendimento, como é uma estratégia advinda do marketing digital é ambientada na internet, é tem como os principais veículos: sites, blogs e redes sociais.


Essa procura dos clientes é fruto do Marketing de Conteúdo que a empresa utiliza em suas plataformas digitais. Por se tratar de uma abordagem passiva, a companhia foca em “arrumar a casa”, ou seja, organizar da melhor forma sua marca nas redes, os preceitos do Branding são importantes para o reforço da presença da empresa nas plataformas digitais.


Mas como podemos “arrumar a casa”? Para isso podemos utilizar os seguintes princípios:

  • Utilizar Marketing de Conteúdo para criar material rico de informações e pertinentes ao assunto que a empresa trabalha;

  • Criar uma página que seja o começo da Jornada de Compra, fazendo o usuário se transformar em cliente;

  • Alinhar a ferramenta de Inbound com o Funil de Vendas da empresa;

  • Foque na interatividade e monte ambientes que despertam a participação do público;

Cabe ressaltar que o Inbound Marketing é uma estratégia de visualização, ou seja, ao implementá-lo não será todo visitante que irá fechar algum produto ou serviço com você, porém com ela você terá noção de como está sendo visto nas redes.


E se seguirem os pontos à risca, essa ferramenta será um diferencial e suas conversões aumentarão.

"Inbound Marketing é uma estratégia de criação de conteúdo relevante e de qualidade que vai atrair o seu público alvo para o seu site. Em vez de visar ‘cold calling’ e ‘door to door’, o Inbound é a estratégia que traz os melhores resultados, melhor retorno do investimento e leads mais qualificados." – Neil Patel

Benefícios do Inbound Marketing


Visto tudo isso, e ainda está em dúvida se compensa investir nesse tipo de abordagem? Confira as vantagens da aplicação dessa estratégia:

  • Atinge um público mais assertivo a empresa;

  • A marca da empresa é reconhecida;

  • Rentável financeiramente;

  • Controle dos resultados mais apurado;

  • Melhor relacionamento com os agentes desse processo;

  • Multicanais, pode ter várias frentes de aparição;

  • Aumento do ticket médio da companhia;

  • Ferramenta interativa e educadora;


Possui alguma restrição de segmento, para ser aplicada?


Não, esse é mais um diferencial para essa ferramenta. Basta estar no âmbito digital e já está apto a utilização. Sabendo da informação, ficou interessado e como pode ser implementado no seu negócio? Então continue com a gente, que o próximo tópico irá te explicar a forma de aplicar o Inbound Marketing na sua empresa.



(Imagem por Google)



Passo a Passo para aplicar o Inbound na sua Companhia


A implementação dessa estratégia ocorre por 4 passos e além desses daremos 1 passo bônus para incrementar a sua funcionalidade, incorporando mais sua utilização em seu negócio. Um ponto importante antes é que a empresa já deve ter sua Persona escolhida, o que isso quer dizer é que a companhia deve saber para quem ela realmente quer vender seus produtos, caso a empresa não tenha a aplicação não terá tanta validez.


1. Atrair


Esse é o primeiro comando que deve ser feito, a atração do “futuro cliente”. Construir um ambiente que o visitante possa estar procurando sobre aquele assunto ou entrando de surpresa em seus domínios digitais deve ser impactado positivamente. Nesse passo a empresa deve investir em seus canais eletrônicos, seja site, blog e demais perfis nas redes sociais, fomentando esses com materiais ricos em informação, buscando educar e entreter o visitante.


Outro ponto a ser focado nessa etapa de atrair usuários é a utilização das técnicas de SEO, assim seu site e blog estarão mais suscetíveis à visualizações. Cabe salientar também o uso de uma rede de anúncios para expandir o alcance do seu negócio na rede, uma dica é utilizar o tráfego pago.


2. Converter


Depois de atrair visualizações para suas páginas, agora é o momento para converter esse usuário em um lead, essa uma etapa importante onde a empresa tenta capturar esse visitante desconhecido para o tornar um possível consumidor. A ação de converter ocorre quando o usuário atraído pelo conteúdo da página, se registra em um formulário para contatar a empresa ou receber um material específico que a sua companhia o fornecerá.

Uma ótima dica para aumentar a conversão é a utilização de Landing Pages, que são páginas focadas em conversação, além da utilização do Call to Action, que gera um gatilho de ação no visitante de, com intuito de fazê-lo adquirir um contato da companhia por meio de botões de chamada. Outra dica importante é fazer uma troca: oferecer um conteúdo especial e instruir o visitante que em troca ele terá que se cadastrar, assim a empresa colhe seus dados e cria um banco de leads, sendo de grande valia para o controle da empresa.


3. Venda


Lead capturado, agora é hora do time de comercial entrar em ação. Usando os dados da etapa passada a empresa já sabe em que o usuário está interessado, com isso a equipe de venda pode montar um planejamento melhor para conquistar o lead e o transformar em cliente.


Nesse momento deve-se ficar atento com a forma de abordar o lead, observar se ele está apto a fechar o negócio, evite forçar vendas aos leads que estão incapazes de fechar, foque nas melhores situações e crie um atendimento personalizado para cativá-lo e concluir a venda.


4. Encantar


Esse passo é móvel, ou seja, ele pode ocorrer independente da ordem, o importante é ser utilizado. O que isso quer dizer? A ação de encantar é criar o melhor ambiente para que esse visitante se sinta confortável e com isso ele comece sua jornada de compra na empresa.


Ter relacionamento é a chave nessa etapa, aproveitar que o Inbound é uma via de mão dupla, contendo conversas tanto do lado da empresa quanto do consumidor, explore, crie vínculos. Utilize o pós-venda, ele é importante para manter o diálogo além de ser imprescindível criar uma fidelização, ela não só faz que o consumidor volte mais também faz que ele atraia novos usuários aos seus domínios.


“Conquistar novos clientes custa entre 5 a 7 vezes mais que manter os já existentes”. - Philip Kotler

Outra dica é utilizar Email Marketing, Newsletters e Redes Sociais para manter essa conversa com o cliente durante toda essa etapa tanto antes quanto depois da venda.


5. Analisar (Bônus!!!)


Utilize um dos principais benefícios do Inbound Marketing, a mensuração. Essa estratégia consegue ser analisada completamente no viés de dados estáticos, conclusivamente ao contrário do Outbound. Utilizando ferramentas de análise métrica consegue observar números de acesso, leads capturados e número de visualizações nas plataformas digitais.


Utilizando Web Analytics, como o Google Analytics você consegue ver numericamente tudo o que está acontecendo com suas páginas. Dica é observar parâmetros de desempenho como: ROI, Taxa de Conversão, CLC, CVA e NPS. Dessa forma consegue saber o andamento do funcionamento do Inbound no seu Negócio.


Pronto para usar o Inbound?


Agora que conheceu sobre essa estratégia e como aplicá-la, já está preparado para transformar seu negócio? Quanto mais rápido implementar, mais rápidos serão os ganhos e com isso se tornará um diferencial num mercado cada vez mais concorrido.

Agora que você sabe mais sobre essa técnica, que tal implementar na sua empresa?


Se quiser saber de outras formas de melhorar o seu negócio, visite a nossa página e entre em contato com a gente para marcar sua reunião de diagnóstico gratuita.


Ficaremos felizes em te ajudar!