young-beautiful-businesswoman-with-dark-short-hair-in-white-shirt-happily-working-on-lapto
a-removebg-preview_edited.png

E-commerce o que é e suas vantagens em 2022



l1nq.com/QfT3N

Por que ter um e-commerce?

Quais as principais vantagens de vender online?

Como ter um e-commerce de qualidade?

Se você não sabe responder alguma dessas perguntas, continue comigo para descobrir essas respostas.

Descubra também como o e-commerce pode alavancar os resultados da sua empresa através de vendas online.

E-commerce: o que é e suas vantagens

E-commerce é um modelo de negócio que utiliza uma loja virtual. Não importa seu ramo, você pode vender online. A constante expansão da internet e o acesso aos smartphones é uma realidade, consequentemente, a distribuição de informações e a visibilidade de marcas aumentaram, e muito.


Segundo um estudo da gestora Canuma Capital, as vendas online em 2021 alcançaram R$260 bilhões e superaram em R$160 bilhões as vendas em 2019 (que era da ordem de R$100 bilhões). 2019 foi o ano pré-pandemia e o contraste de valor com 2021 é resultante desse contexto global.

Esse movimento crescente traz junto a necessidade de estar inserido no meio online para poder atingir mais pessoas com seus produtos e serviços.

Além de que, a pandemia do novo coronavírus trouxe novas tendências no padrão de consumo, consolidando ainda mais o modelo de vendas online.

É evidente a necessidade de ter uma via de vendas online, se você não quer deixar o seu negócio para trás.

O e-commerce também pode ser utilizado como via de vendas auxiliar, complementando as de loja física, ou mesmo como via única de vendas.

Entre as diversas vantagens de ter um loja virtual, vamos dar destaque a algumas:

  • Atendimento 24 horas por dia, 7 dias por semana

Uma das grandes vantagens de uma Loja Virtual é vender a todo momento. Para o cliente, essa é uma grande vantagem, já que ele pode comprar no momento que for conveniente. Isso traz conforto para o cliente, diferente de uma loja física que tem um horário de funcionamento bem definido e inflexível.

  • Venda em qualquer lugar

O principal propósito da loja virtual é facilitar a vida do consumidor, sendo assim, é importante que se possa entregar o produto ao cliente de alguma forma.

Um e-commerce te possibilita vender para qualquer um, em qualquer lugar, a qualquer momento sem grandes preocupações.

Isso permite expandir a sua loja para além da sua rua, bairro ou cidade. O alcance pode ser de nível regional, estadual, nacional ou até mesmo internacional.

Obviamente, haverá a demanda por um serviço de logística, seja através de transportadora ou Correios. Mas, o alcance dos seus produtos e vendas foi ampliado, uma vez que os seus potenciais clientes também foram.

No caso de vendas ao exterior, o serviço logístico é um pouco mais complexo, já que demanda sistema de despacho internacional.

  • Experiência Personalizável


https://abrir.link/bZtUL

Um e-commerce pode ter um modelo de vendas personalizado para seu público-alvo, com design personalizado, várias opções de pagamentos, escolha da opção de entrega e do frete etc.

Dessa forma, pode-se melhorar a experiência do consumidor e gerar mais fidelização, pois continuamos a adaptar a experiência de compra para o que facilita a vida do comprador.

  • Automatização dos processos de venda

Outra grande vantagem de se ter um e-commerce é a automatização das vendas, tanto o gerenciamento dos pedidos e do sistema de entrega, quanto o controle de estoque e acompanhamento de pós-venda.

Acompanhar a evolução de vendas é importante para qualquer negócio, porém, com um e-commerce próprio, essa tarefa torna-se muito mais fácil.

Os sistemas geram relatórios que mostram as vendas realizadas e canceladas, carrinhos abandonados, devoluções, reclamações, etc.

Assim sendo, um e-commerce não se resume apenas a vender, mas também avaliar as estratégias de venda a cada mês de forma a melhorar seus resultados.

Já existem diversas plataformas que facilitam esse começo, os marketplaces. Eles podem estruturar suas vendas e gerar a sua vitrine virtual. Mas, nada melhor do que ter o seu site próprio e adaptado às suas necessidades.

  • Custos

Os custos em si, de criação e de manutenção de um e-commerce, são bem inferiores ao de uma loja física. Mas, devem ser muito bem analisados, pois o preço pode variar a depender da empresa e do tipo de produto ou serviço ofertado.

No ambiente virtual, boa parte da demanda é priorizada em investimentos para estoque, embalagens, equipamentos e recursos. Enquanto em uma loja física, além desses gastos, inclui-se despesa com o local, aluguel, contas, funcionários, manutenção, impostos etc.

Outra opção para economizar custos e que tem sido muito utilizada atualmente é o WhatsApp Business como via de vendas online e comunicação entre loja e cliente. Esta é uma ótima escolha caso você queira complementar seu sistema de delivery, por exemplo.

E, à medida que seu negócio evolui, você pode investir em uma loja virtual própria, ampliando o estoque, melhorando as opções de entrega e os gastos conseguem ser absorvidos pelo faturamento.


Loja Virtual x Loja Física


Algumas empresas ficam receosas quanto à criação de um e-commerce, por medo de dividir sua base de clientes ou de não ter pessoas dispostas a consumir online. Além disso, o investimento inicial nos negócios online é menor do que o investimento com uma loja física.


Não importa o negócio que você quer abrir, o ideal é realizar uma Pesquisa de Mercado e realizar um Plano de Negócios, para estruturar o seu crescimento, já que a taxa de mortalidade de pequenas empresas é maior do que as de grandes empresas, sejam elas virtuais ou físicas.


Isso se dá pelo fato de não se prepararem para o mercado em que vão atuar.


Em certos momentos, faz mais sentido utilizar uma loja física, como em situações de urgência.


Já em outros, pode-se optar pela compra online sem maiores problemas. Mas, esta decisão de qual canal de vendas utilizar é uma decisão que pode ser apontada em uma Pesquisa de Mercado. Ou seja, não precisa sofrer por antecedência para decidir o que vai ser melhor. Fale com especialistas e deixe que os dados digam isso para você!


Um e-commerce, diferente de uma loja física, é construído para estimular a compra sem o contato de um vendedor, com os preços destacados, espaço para comentários e avaliações e boas descrições são tão eficientes em vender seu produto quanto um vendedor.


É importante construir seu e-commerce de forma que seja simples e intuitivo de modo que o cliente em potencial ao entrar em sua loja virtual seja bem atendido.


O ponto está, não em dividir, mas em oferecer ao consumidor diversas possibilidades pelo qual ele possa efetivar suas compras, independentemente de em qual situação esteja, e sem que os canais de venda tornem-se um empecilho no processo.


Mas como faço pra ter um e-commerce de qualidade?


Você está convencido, e tem motivos o suficiente para se ter um e-commerce para seu negócio.


Mas só ter uma loja virtual não é suficiente, existem algumas etapas indispensáveis para ter um canal de vendas funcional e atrativo para seus clientes :


  • Defina e invista o público-alvo do seu negócio


Em qualquer tipo de negócio é importante ter ciência do seu público-alvo, e aqui não é diferente.


Ao definir dados como a faixa etária, gênero, localidade, ocupação, interesses e poder aquisitivo, é possível construir seu e-commerce de forma a conversar melhor com seu público, além de oferecer produtos mais adequados e realizar campanhas mais eficientes.


  • Divulgação e Marketing


Com o público definido agora podemos focar em outro ponto muito importante para seu e-commerce, a divulgação.


Não basta apenas estar na internet para automaticamente começar a vender mais.


O alcance, é sim amplificado com a loja virtual, mas é essencial investir em Marketing Digital.


E nesse ponto é importante ter muito bem definido o alvo das suas campanhas, e ter o máximo de informações sobre de forma a entrar em contato direto com essas pessoas de interesse.


Perfis em redes sociais estratégicas são essenciais, permitem criar identificação e engajamento da marca com possíveis consumidores.


Anúncios são cruciais para garantir divulgação e visibilidade para sua marca, ampliando o alcance da sua loja, desde que estejam alocados estrategicamente de forma a captar mais clientes do seu público-alvo.


Utilizar técnicas de SEO para fazer otimização, e melhorar seu rankeamento nos principais mecanismos de busca, fazendo com que novos clientes encontrem o seu site “por acaso” ao procurar no Google por exemplo.


Todos esses aspectos são muito importantes para que realmente haja conversão de clientes em suas campanhas, e seu e-commerce não seja só uma vitrine online.


E quando se fala de design, não falamos apenas da aparência da sua loja.


Ter uma interface intuitiva e elegante é importante, porém existem várias técnicas de trabalhos de cores, fontes e formas que podem instigar sentimentos em seus clientes, influenciando na atratividade de seu e-commerce.


Devido a complexidade de algumas destas tarefas, é muito importante poder contar com empresas especializadas, para fazer tanto um layout único que vai definir a marca do seu negócio, quanto realizar um Plano de Marketing de forma atrair mais consumidores à sua loja.


  • Logística de vendas no e-commerce


Como citado anteriormente, ter uma loja virtual significa ter consumidores em potencial no mundo todo.


Logo, é de extrema importância construir-se uma boa logística de vendas, envolvendo todo o processo de gestão de estoque, entrega, recebimento do produto e o pós-venda.


Quando se fala de entregas é importante decidir entre a utilização dos Correios, que tem uma cobertura de entrega que alcança todo o Brasil.


Ou utilizar de transportadores que geralmente oferecem um serviço mais rápido, porém com menos cobertura de área.


Também é preciso colocar na balança os custos da transportadora, e averiguar se faz sentido mantê-la com o fluxo de vendas da sua empresa.


Existe também a possibilidade de terceirizar as entregas, delegando a responsabilidade de cuidar da logística de entrega.


Assim, o empresário pode focar seu tempo e esforços em outros aspectos da empresa.


  • Desenvolva seu produto


Mas não só de boa experiência de venda vive um e-commerce.


O produto é o ponto central de qualquer negócio, então é muito importante estudar o mercado e analisar as exigências dos consumidores.


Desse modo, pode-se criar o diferencial em seu produto ou serviço, de forma a destacar seu negócio dentre os concorrentes, atraindo mais público.


  • Estime seus custos


Como qualquer negócio, o e-commerce também tem seus custos de confecção, funcionamento e regulamentação.


Logo, o empresário deve estar ciente dos custos envolvendo: Formalização de PJ, Logística para recebimento, armazenamento, controle de estoque e envio de produtos, sistema de pagamentos, etc.


Quando se fala de desenvolvimento de um site e-commerce, é possível optar por sites programados, ou por sites feitos com Wordpress, que são mais baratos, mais rápidos de serem feitos, e funcionam tão bem quanto os sites programados.


Todos esses fatores devem ser analisados com bastante afinco quando se estuda a viabilidade de se ter um e-commerce, já que de nada adianta fazer um investimento que não poderá manter, nem gerar resultados.


Não se desespere, ninguém precisa começar como um gigante das vendas online! Um e-commerce pode começar de maneira modesta e ir crescendo com o avanço dos resultados obtidos.


  • Defina seu canal de vendas


E quando se fala de custo, é importante pensar qual canal de vendas seu e-commerce irá utilizar.


Uma loja própria traz várias responsabilidades como atrair clientes, anúncios, otimização de buscas com SEO, etc.


Como dito anteriormente, é muito comum alguns empresários optarem por um marketplace ao invés de ter sua própria loja, já que assim podem aproveitar de toda a infraestrutura disponível na plataforma.


Entretanto, optar por um marketplace é uma opção arriscada a longo prazo.


Quando submetido a uma plataforma, seu e-commerce ficará totalmente sujeito às regras dela. Além de que, o nome do marketplace deverá sempre sobressair ao do seu negócio, visto que você é só mais uma das “lojas” dentro daquela plataforma, o que pode representar uma barreira para o desenvolvimento de seu negócio.



  • Ofereça uma boa experiência de compra


Assim como uma loja física, um e-commerce também tem seus artifícios para captar e fidelizar clientes.


Comentários, avaliações e feedbacks após cada compra, são alguns destes mecanismos que ajudam a passar confiança no produto e gerar atratividade para possíveis clientes.


Também é importante que o sistema de compras do seu e-commerce seja simples e intuitivo, e que nenhum problema ocorra durante todo o processo de venda e pós-venda do produto.


Caso contrário, os feedbacks dos clientes podem se virar contra você realizando um marketing reverso para seu negócio. Isso reafirma a importância de prestar um bom serviço.

  • Encontre bons parceiros e fornecedores


Quando se envolve gestão de certas áreas citadas anteriormente, é muito comum optar por agências de Marketing, ou parceiros para logística. Além de também ter fornecedores a depender do seu tipo de negócio.


Pode parecer meio óbvio, mas é importante prezar também pela qualidade de seus parceiros e fornecedores.


É essencial poder contar com uma empresa que vai conseguir criar o seu e-commerce de forma segura e funcional, sem gerar problemas com a estrutura da loja, ou com vazamentos de dados a terceiros sobre seu negócio ou clientes.


Empresas pouco comprometidas com o serviço ou produtos fornecidos, vão afetar seu negócio de forma negativa.


  • Contrate uma empresa para seu e-commerce


Já deu para perceber que ter e gerir um e-commerce não é uma tarefa simples.


Por isso é importante ter uma empresa especializada, com profissionais capacitados para poder desempenhar as tarefas necessárias e montar seu e-commerce da melhor forma possível.


Para esse serviço, você pode contar com a Focus Consultoria, no desenvolvimento do seu e-commerce(tanto programado, quanto Wordpress), no Marketing do seu negócio, e em diversos outros serviços para alavancar sua loja.


Está esperando o que? Marque um diagnóstico gratuito conosco.


Para mais dicas e conteúdos como esse, se inscreva no site e siga @focusconsultoria no Instagram.



Gostou do texto? Curta e comente o post!


Foi útil para você? Compartilhe com alguém que precisa dessas informações!


Texto por:


Gabriel Silva


gabrielsilva@consultoriafocus.com



15 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo