top of page
young-beautiful-businesswoman-with-dark-short-hair-in-white-shirt-happily-working-on-lapto
a-removebg-preview_edited.png

Design Thinking: o que é e como aplicar

Atualizado: 21 de nov. de 2020

Você já sentiu um bloqueio na hora de inovar?


Tem dificuldade de pensar fora da caixa?


Entender a metodologia que os designers utilizam para a criatividade e inovação pode ser sua solução!


Quer saber mais? Confira o texto abaixo para entender melhor e, além disso, veja o mapa da empatia gratuito!


O que é Design Thinking?


É a forma de pensar utilizada por designers voltado para a gestão, que une a sensibilidade e métodos.


Essa abordagem tem o intuito de organizar os pensamentos para uma tomada de decisão ou modelo de inovação, com o foco no seu cliente.

Por esse motivo, a margem de erro ou rejeição do público alvo é menor.


Como Aplicar o Design Thinking?


Essa metodologia possui 5 etapas, podendo ser realizadas em qualquer ordem:


1. Imersão

Essa fase também é conhecida como Empatia, pois é nesse momento que você deve pensar no problema no ponto de vista do público alvo e da empresa. Tente observá-los, entenda o comportamento deles durante o contexto de vidas, interaja com eles através de uma entrevista, entre na realidade deles.


Nesse processo são feitas diversas entrevistas. Uma das ferramentas utilizadas é o Mapa da Empatia, que é basicamente um roteiro para mapear as necessidades do seu público alvo.


(Mapa de empatia)

2. Definição

Essa é a etapa que consiste em organizar as informações obtidas. Essa organização deve ter um padrão. De preferência, crie uma lista de prioridades, para que possa estruturar o problema de forma adequada.


Uma ferramenta que auxilia nesse processo é o Diagrama de Afinidades. Esse diagrama agrupa temas ou conteúdos que possuem semelhança.


Quer aprender como faz? Então siga esses passos:


  1. Crie uma lista de prioridades

  2. Escreva todas as ideias da imersão em post-its

  3. Organize os post-its conforme a similaridade

  4. Crie temas principais para os grupos

  5. Por fim, termine o diagrama observando se cada grupo se encaixa com o tema escolhido


Vou te contar um segredo: esse diagrama permite encontrar uma solução mais aprimorada, pois você entenderá o contexto por trás do problema.


3. Ideação


É nessa etapa que você estimula a criatividade. O intuito é fazer com que surjam ideias inovadoras.

Com o problema em mãos, é o momento de pensar em como lidar com essa questão.


Como vou fazer isso?


Uma técnica bastante utilizada para auxiliar nesse processo é o brainstorming, a famosa “chuva de ideias":


  1. Reúna a equipe e exponha a situação que quer contornar

  2. Explique para eles que essa reunião é para construir ideias que resolvam a situação

  3. Anote as ideias que surgirem, lembrando que não é o momento de avaliar a ideia, para que não ocorra um bloqueio de pensamentos no meio da reunião

  4. Tente organizar as ideias, acrescentar detalhes, tudo para que se torne mais alcançável.

  5. Por fim, analise o custo x benefício e então siga para a prototipação.


No momento em que a análise for feita, é interessante pensar se o produto idealizado atrai seu público-alvo, se é necessário para ele.


4. Prototipação


Esse é o momento em que tiramos as ideias da mente e a colocamos no meio físico. Tem como objetivo testar o que foi pensado, podendo validar ou não o que foi feito.


Além disso, não precisa ser algo muito rebuscado, sabe? É comum que nessa fase você aprenda com os erros.


Isso significa que essa é um